Select Page
Amo a Mulher que me tornei…

Amo a Mulher que me tornei…

No horizonte o mar… de um azul forte. Sorrio. Mais um dia para Viver. Sempre que chega este dia analiso os 365 dias que se passaram… incontrolavelmente. Este meu Dia… o vigésimo dia de Agosto. Este último ano fica marcado pela Mudança… aprendi a Ver o Mundo mais nítido. Não que eu tenha vivido cega até então… Não, desde criança que tenho bem definido dentro de mim os meus valores. Vivem dentro de mim várias Marias… Vive uma criança que consegue enfrentar as adversidades da Vida porque Vê o copo sempre meio cheio, e mesmo sem perceber aceita pacificamente tudo o que de menos bom acontece pois acredita na Verdade, para ela absoluta, que Tudo tem uma razão. Vive uma mãe, que desde o primeiro minuto se sentiu grata por Ela me ter escolhido… pedaço de céu que Deus me “deu”… Vive uma mulher que entende que todos somos iguais, que estamos aqui para aprender diariamente com o Outro. Vive uma médica que faz ao Outro, apenas o que faria para si… e que sorri no final do dia, porque volta para casa com o coração cheio não só pelos momentos mágicos vividos, mas porque sabe que naquele dia arrancou sorrisos, e mudou vidas. Vive uma Alma, que sabe que está a cumprir o seu propósito… ajudar o outro a viver o seu sonho e com delicadeza abrir a porta para um novo “renascer”… Vive uma Leoa, que tem tanto  de forte, como de sensível… que luta pelos Seus, sempre. Que quando quer algo Faz Acontecer, sem esperar nada de ninguém. Habituada desde sempre a caminhar pelos seus próprios pés, mesmo quando o caminho está cheio de pedras. Mas este ano, aprendi muito… Algumas coisas não poderei escrever, de tão minhas que são… e porque poucos iriam entender. Entendi, de um modo algo duro que Eu estou em primeiro Lugar… mas mesmo em primeiro! Sempre em primeiro… ainda o tenho que repetir em voz alta porque foram dezenas de anos a Viver “ao contrário”. Entendi que nem tudo o que desejo é o melhor para mim, e agora acredito que o “Universo”, com o qual entrava em discussões frequentemente, é mais sábio do que Eu. Entendi que para Viver ao lado de alguém não chega Amar, é preciso que essa pessoa nos Ame também… caso contrário perdemos o Amor próprio. Entendi que não vale a pena implorar para ficar num lugar que não é nosso. Entendi que estou Aqui para Crescer, sem pressa, sem metas… mas Vivendo o Caminho. Entendi que não devemos criticar o Outro, porque não fizemos o seu caminho, não carregamos os seus fardos e portanto simplesmente não sabemos. Entendi que não existem coincidências…o que veio reforçar a minha crença de que nada acontece sem uma razão. Entendi que a Vida é mais complexa do que tinha imaginado, e que estamos todos ligados… que ninguém passa por nós sem um motivo.  Percebi que muitas vezes com medo do Futuro, não vivemos o Presente. Percebi que muitas vezes presos no passado, não vivemos o Presente. Percebi que podemos “pertencer” ao Universo do Outro, sem depositar nele a responsabilidade do nosso sorriso. Percebi que mesmo sem música podemos dançar… que mesmo sem mar podemos nadar… que mesmo sem caneta podemos escrever e que mesmo sem ver podemos Acreditar. Percebi que a minha melhor companhia… sou Eu mesma. Percebi que o que me faz linda não é a roupa que visto, nem o makeup que possa colocar, mas … o meu sorriso verdadeiro. Aprendi a baixar a guarda, deixando que cuidassem de mim, a mim a eterna “Cuidadora”… Aprendi a chorar. Porque às vezes é preciso chorar. Um destes dias a minha filha apanhou-me com umas lágrimas que apressei a disfarçar  e  ela disse na sua eterna sapiência (como é sábia a minha filha)… “ Mãe sabes que também podes chorar?! Tu nunca choras! Às vezes tem que ser….Tu também és humana!”. E imediatamente soube, que ela tinha razão. Aprendi que o nosso crescimento muitas vezes acelera na cicatrização de uma ferida… sim, até a dor tem uma razão. Aprendi que a Sombra é precisa para se ver a Luz. Sem o lado Yin, não existe o Yang… e um não existe sem o outro… todos têm um papel. E hoje estou mais crescida, mais tranquila, sei o que quero e acima de tudo sei bem o que não quero... às vezes é preciso simplesmente deixar fluir, como um amigo meu dizia… Mais certa do que Nunca, no meio de mil incertezas, que o Caminho é para ser vivido Aqui e Agora com leveza. Um dia de cada vez porque o tempo não volta atrás…  Porque mesmo que no momento presente não o consigamos Ver… Está tudo certo.
Se gostou, partilhe:
A Vida Passa num Sopro…

A Vida Passa num Sopro…

A vida passa num sopro…
E o que ontem foi, hoje não é.
Tenho apenas este coração que me bate no peito e mantém o ritmo da paixão.
Paixão pela Vida. Paixão por este Universo que me envolve e sou, cada vez mais perfeito na sua imperfeição.

Andamos sempre a correr, e de repente olhamos e tudo Mudou… é tão difícil estar atento neste circo de feras.
A minha bebé ainda há pouco crescia no meu ventre… agora está ali, quase do meu tamanho.

Foram 10 dias de namoro com a melhor parte de mim, e volto mais leve.
Tantos momentos juntos, o verdadeiro 24/7, ou deverei dizer 24/10?… de mão dada a caminhar num Mundo novo.

No ar quente e escuro que me envolve, voltam a dançar anjos debaixo das estrelas, só porque sim.
E não há nada que faça que traga o tempo que passou, de novo.
Por isso, sorrio, porque sempre tive presente a importância de Viver o Aqui e o Agora…
Desculpa-me, Amor, se houve dias em que não estive tão presente, provavelmente perdida em “dramas do quotidiano”… sorry…

As pausas são tão importantes para equilibrarmos, para sem pensar, voltarmos a priorizar… e sorrir, levantando o dedo do meio aos “dramas do quotidiano”…
Que esta Paz, me envolva sempre… e me faça ver o Mundo com as suas verdadeiras cores.
Após cada pausa, quando carrego no Re-Start, estou mais perto, de mim.

O vento sopra, quente, húmido.
Fecho os olhos e sorrio.
Adoro Férias. Benditas pausas, que nos permitem olhar um pouco para dentro e ver mais longe, sem a poluição da futilidade do mundano.

Abro os olhos, e foco mais longe, no horizonte, onde o céu toca o mar… e quanto mais longe olho, maior Sou.
A ti, meu Amor, agradeço cada partilha, cada momento perfeito…
Apaixonada por esse teu olhar cheio de Amor e Sonhos, que tantas vezes se perde no meu… Linda!

Fucking love to be Here, Now.
Grata.

Se gostou, partilhe:
Estou grávida… posso Viajar? Rewind and Repeat…

Estou grávida… posso Viajar? Rewind and Repeat…

Porque há tópicos que vale a pena Relembrar…

Porque todos os dias encontro casais que não sabem desta realidade… é importante falar sobre este assunto!

O vírus Zika é transmitido pela picada de um mosquito que habita uma área do globo muito procurada como destino de férias… e porque me importo eu com isto?! Porque a infecção pelo Zica pode causar malformações fetais graves…

Vejam o link para saberem que destinos devem evitar quando estão grávidos ou a pensar engravidar e cliquem AQUI e vejam em 11 minutos tudo o que devem saber sobre este assunto!

Partilhem, porque é importante divulgar!

Um BOM DOMINGO… sem mosquitos!!

Se gostou, partilhe:
Gravidez Ectópica no Porto Canal

Gravidez Ectópica no Porto Canal

Esta semana fui ao Porto Canal e numa conversa com a Mariana D’Orey expliquei “em Português”  a Gravidez Ectópica…e até fiz uns rabiscos…( apesar da falta de jeito…).

Para quem estiver interessado clique AQUI para saber um pouco mais sobre este assunto.

Se gostaram, partilhem,,,

Uma boa semana!

Se gostou, partilhe:
“coisas que aprendi com a minha mãe”…

“coisas que aprendi com a minha mãe”…

O dia de hoje… domingo de Sol.
O teu abraço e o teu sorriso chegariam para que o Mundo fosse perfeito.

Foi um Domingo preguiçoso, como um outro qualquer…mas com pormenores deliciosos, que me fizeram ainda mais tua, se é que isso é possível.

Os pés na areia…
Os teus olhos exóticos, puros e gigantes… que transbordam amor sempre que se cruzam com os meus.
As tuas mãos pequenas nas minhas…

Sou tua, todos os dias, e hoje não é exceção.
Antes de adormeceres sussurrei: “ obrigada por me teres escolhido para ser tua mãe…”. Todos os dias Grata!

Todos os dias agradeço ao Universo Tudo isto que me deu… a filha maravilhosa e o poder de “ajudar” a ser mãe outras pessoas.

E neste dia da mãe, não sou só mãe desta alma linda que descansa agora ao meu lado, mas um pouco também, de todas as outras que ajudei, de um modo ou de outro, a renascer para o Mundo.

E no fim dia, hoje, olho para o mini-caderno que preencheste de coisas bonitas para me oferecer e sinto orgulho imenso em ser tua mãe e em poder ver, que mesmo tão pequena saibas o que é verdadeiramente importante…e sorrio! Como sorrio…

Coisas que aprendi com a minha mãe: O QUE IMPORTA É SER FELIZ…

Soubessem todos viver na Verdade…

 

PS. desculpem a hora tardia, mas tive ocupada a ser mãe…

 

 

 

 

Se gostou, partilhe:
A miniMe foi à TV e Adorou

A miniMe foi à TV e Adorou

Na onda do dia da Mulher, fui convidada a ir ao programa “Filhos & Cadilhos” falar sobre o meu quotidiano, o equilíbrio difícil entre não falhar no papel de mãe e dar-me a 100% ao meu trabalho. Onde vou buscar os 200%?

Vocês compreenderão na pele muito provavelmente o que digo…

Na Verdade dedicando Amor ao que fazemos, tudo se supera… e o que parece difícil torna-se fluído… e vamo-nos superando dia após dia… e na surpreendente catadupa de dias conseguimos Viver além de Existir.

Foi um momento bom, que acabou encharcado em baba, devido ao convite que a querida Mariana D’Orey fez à minha filha para ela entrar no programa… e de repente a pequena que foi comigo ( porque na verdade não tinha aonde a deixar) virou estrela do programa…

Babei imensamente ao ouvi-la falar super à vontade com a Mariana… e ainda mais quando me nomeou em directo “a melhor mãe do planeta Terra”…

Falamos de muitas coisas…mas o melhor mesmo é Cliquar AQUI para ver o momento…

 

PS: Obrigada Mariana D’Orey por mais um momento muito especial para mim.

 

 

 

 

Se gostou, partilhe: